PT derrota novamente a velha política do DEM


A eleição de Rui Costa ratifica o projeto político em curso, projeto este, que começou mudando a realidade social do Brasil com o governo Lula, está tendo continuidade no governo Dilma e posto em prática na Bahia a partir do primeiro mandato do governador Jaques Wagner.

A Bahia, hoje, é um estado, onde os indicadores econômicos e sociais demonstram o elevado nível de desenvolvimento com inclusão social em que o Estado vem experimentando nos últimos anos.

Na malha rodoviária foram recuperados mais de 8.000 km de estradas que se encontravam em precárias condições; na área da saúde teve significativas melhorias com a construção de novos hospitais, assim como a implantação do programa Mais Médico; na educação ocorreram ganhos expressivos com a diminuição do analfabetismo e a universalização do ensino profissionalizante, através do PRONATEC; na logística, a eliminação de antigos gargalos, como por exemplo, o destravamento do acesso ao porto de Salvador, com a construção do complexo viário Via Expresso; na mobilidade, a colocação do metrô nos trilhos, bem como projeto de expansão da rede a bairros como Águas Claras, Cajazeiras, Lauro de Freitas, além da interconexão a outros modais que irão dar maior fluidez ao transporte público; ressalta-se ainda o volume de investimentos na capital como a construção de novos viadutos, avenidas transversais, vias expressas, que irão interligar e integrar a cidade de norte a sul; o destaque especial fica mesmo por conta da construção da ferrovia Leste-Oeste (FIOL) e o terminal portuário em ilhéus que irão dinamizar e impulsionar a economia, criando oportunidade de negócios com geração de emprego e renda para o eixo sul/sudeste/ centro-oeste.

O novo governador certamente irá dar continuidade ao projeto de desenvolvimento renovador do Estado, com mais qualidade e maior agilidade, buscando a melhoria e eficiência dos diversos setores da administração publica na consecução dos seus objetivos fins.


Por tudo isso, esta eleição veio a confirmar e consolidar, em definitivo, o projeto de desenvolvimento em curso em todo o Estado, ao tempo em que a maioria da população sinalizou que não deseja o retorno da velha política que, por muitos anos, utilizou-se da estrutura do Estado como instrumento político para atender a interesses de grupos políticos, econômicos e financeiros que viveram às sombras do poder.


JMiguel
Compartilhe este artigo :

Postar um comentário

Dê sua opinião ou deixe uma frase

.

 
"
Design: Jmiguel | Tecnologia do Blogger | Todos os direitos reservados ©2012
"