Helicóptero cai em casas e mata piloto em São Paulo

Um helicóptero caiu no início da tarde desta segunda-feira (21) sobre casas no bairro do Jaraguá, na zona oeste de São Paulo, e deixou ao menos um morto e quatro feridos. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o piloto Marcelo de Melo Ribeiro, 29 anos, morreu no local, e três tripulantes ficaram feridos e foram socorridos. Uma pessoa que estava em uma das casas atingidas também ficou ferida.
 
Um dos tripulantes foi socorrido pelo helicóptero Águia da Polícia Militar e levado ao Hospital das Clínicas (HC). O Corpo de Bombeiros informou que uma segunda pessoa também foi transportada ao HC. Os demais feridos foram levados ao Pronto Socorro do Hospital São Camilo.
Os bombeiros foram acionados às 12h37. A aeronave caiu sobre uma residência da rua Paulo Arentino, próximo à estrada de Taipas.
Casas interditadas
Após o acidente, a Defesa Civil inteditou cinco casas de uma comunidade no Jardim Rincão - as cinco foram atingidas pelo helicóptero. Uma delas ficou completamente destruída. Técnicos e engenheiros vistoriaram os imóveis e decidirão pela interdição. Uma nova vistoria para avaliar situação dos imóveis será feita após a retirada do helicóptero. "É um milagre (o helicóptero) cair em uma comunidade como essa, cheia de gente, na hora do almoço, e não atingir ninguém", disse coronel Jair Paca de Lima, chefe da Defesa Civil municipal. Peritos da Polícia Científica e militares do Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos) estão no local do acidente. A Polícia Civil vai apurar a responsabilidade criminal do acidente. Já a Cenipa ficará responsável por investigar as causas da queda.
Vítimas 
Os três passageiros que estavam na aeronave são funcionários da Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente. Fabiana Bispo Barbosa precisou ser socorrida pelo helicóptero Águia, da PM, e foi encaminhada para o Hospital das Clínicas, junto com os outros dois passageiros, Ramiro Levy e Idevanir Souza. Não há informações sobre os estados de saúde deles. Segundo a prefeitura, o helicóptero foi solicitado para um sobrevôo de duas horas e tinha previsão de percorrer as seguintes regiões: Perus, Taipas, Brasilândia, Bananal, Bispo, Tremembé, Santa Maria, Engordador, Barrocada, Pinheirinho d'Água e Trote.
A aeronave saiu do Campo de Marte às 12h e foi até o heliponto da prefeitura, da onde os três funcionários embarcaram. A queda ocorreu por volta das 12h40. Relato O acidente assustou os moradores. De acordo com os bombeiros, uma pessoa passou mal ao ver a queda e foi socorrida no local. Outro morador saiu correndo ao ver o acidente, caiu e machucou o braço. Um deles afirmou que depois que o helicóptero caiu, o motor continuou ligado e saia muito fumaça da aeronave.
A professora Marcia Watanabe, 36, que mora no bairro, disse que ouviu um barulho muito alto, diferente do normal de helicópteros. Quando olhou a janela, viu o aeronave sobrevoar o conjunto habitacional da CDHU e, em seguida, atingir a casa. “Poderia ter sido pior. Eu acho que ele tentou desviar dos prédios e pousar no mato do lado, mas não conseguiu e caiu na casa. O piloto foi um herói. Se batesse nos prédios ia morrer muita gente”, afirmou. Antes de cair, a aeronave bateu na fiação elétrica, que se enrolou na hélice. Por conta disso, toda a região está sem energia. Informação do Correio da Bahia.
Compartilhe este artigo :

Postar um comentário

Dê sua opinião ou deixe uma frase

.

 
"
Design: Jmiguel | Tecnologia do Blogger | Todos os direitos reservados ©2012
"